Reino Unido terá supermercado 100% movido a energia dos alimentos

reino-unido-tera-mercado-movido-energia-alimentos_560w

A cada ano, 1,3 bilhão de toneladas de alimentos vão parar no lixo, de acordo com a ONU. Na ponta do lápis, um terço de toda a comida produzida pelo sistema agrícola global é perdida. Mas é possível reduzir o desperdício e gerar novas oportunidades.

É o que mostra a investida de uma tradicional rede de supermercados do Reino Unido, a Sainsbury’s, que vai transformar os resíduos de alimentos de seus estabelecimentos em fonte de energia para abastecer, pela primeira vez, uma loja inteira.

Segundo o britânico The Guardian, a rede já é o maior consumidor de energia a partir do processo de digestão anaeróbia de alimentos no país, que garante energia suficiente para iluminar 2.500 casas por ano.

Muitas de suas lojas já usam uma parcela de bioenergia. Agora, a rede faz história ao tornar uma de suas lojas totalmente independente da energia da rede elétrica nacional.

Funcionará assim: os restos de comida do supermercados Sainsbury em Cannock serão transportados para a uma empresa de reciclagem parceira nas proximidades, onde será transformado em gás biometano.

O gás será então usado para gerar eletricidade, enviada de volta para a loja por uma linha de transmissão de 1,5 quilômetros de extensão.

Em entrevista à FastCoexist, Paul Crewe, chefe de sustentabilidade da empresa, explica que a ação busca não só reduzir o desperdício, mas encontrar novas fontes de energia.

“Não é apenas sobre o desperdício de alimentos, é sobre um monte de tecnologias combinadas que nos torne menos dependente da rede nacional”, explica Crewe.


Deixe uma resposta