Skip to content

QualiNews Voltar às Noticias

JANEIRO 29

Molhos e Condimentos: Da Salada ao Fast Food

  • 2019-07-29

Segundo a International Markets Bureau do Canadá, o Brasil é o maior mercado para molhos e condimentos na América Latina. Assim, é evidente que para se manter crescente nesse mercado é importante que se faça um investimento no desenvolvimento de novos tipos de molhos.

Os consumidores apreciadores de pratos bem temperados não dispensam molhos, condimentos e especiarias em suas refeições, sendo amplamente utilizadas desde a salada ao fast food. Para eles, são esses ingredientes que transformam um prato simples em uma verdadeira experiência sensorial de referência.

Alterações de hábitos e preferências dos brasileiros tem ditado um aumento na procura de molhos e condimentos no mercado nacional, atualmente a tendência é preferir experimentar novos produtos e valorizar experiências gastronômicas e culinárias através de alimentos gourmet e exóticos.

Segundo a International Markets Bureau do Canadá, o Brasil é o maior mercado para molhos e condimentos na América Latina, e as mais procuradas são as versões mais saudáveis, com baixos teores de gordura, sal e calorias. Este também afirmou que esse é um dos setores que mais investe na promoção de seus produtos através do envolvimento emocional com o consumidor, ficando atrás apenas do setor de azeites.

Dados da Euromonitor mostram que só em 2010 venderam-se molhos em uma quantidade equivalente a 4,8 bilhões dólares e a tendência é que esse mercado cresça bastante todos os anos.

Assim, é evidente que para se manter crescente nesse mercado é importante que se faça um investimento no desenvolvimento de novos tipos de molhos e que se faça um investimento nas embalagens a fim de conquistar o consumidor.

Com esse crescimento na produção e na venda desses alimentos é importante dar atenção à sua produção para garantir que as normas da ANVISA e as Boas Práticas de Fabricação sejam seguidas a risca, já que são produtos naturalmente mais suscetíveis a contaminações e deterioração por microrganismos patógenos.

Uma pesquisa da FIOCRUZ em parceria com a UFRJ publicada na Brazilian Journal of Food Technology apontou que existem pelo menos 4 bactérias comuns do solo que se desenvolvem facilmente nesse tipo de produto e que são potenciais contaminadoras já que a matéria prima dos molhos e condimentos costumam ser alimentos que são cultivados muito próximos do chão.

E como, além destes, os molhos e condimentos também utilizam alimentos como ovos e leite e derivados, que por serem de origem animal possuem grandes chances de estarem contaminados, além de possuírem altos índices de atividade de água e um pH próximo da neutralidade que são fatores que favorecem a reprodução bacteriana.

Por isso, é essencial que sejam feitas análises microbiológicas e sensoriais para determinar os prazos de validade e garantir as características organolépticas do produto final, para que não se perca credibilidade com o cliente e, com isso, espaço nesse mercado tão promissor.

A Qualimentos Jr. é uma empresa júnior de consultoria em Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo (USP) e possui experiência nessas situações e oferece esses serviços que podem melhorar seus produtos e alavancar as vendas, trazendo crescimento para empresas desse ramo.

Entre em contato conosco!